abril 28, 2009

Nós não somos desse mundo, mas... é pro Fantástico?!

Por Ju Dacoregio

Os evangélicos têm razão quando se consideram negligenciados pela mídia. Qualquer festa católica, por menor que seja, é pauta de reportagens. Já a tal Marcha para Jesus, mesmo reunindo uma porrada de gente, recebe uma cobertura mísera da imprensa (quando recebe). Mas não estou aqui para defender os direitos do evangélicos a seus 15 minutos de fama.

Até porque nossos amiguinhos crentes adoram vociferar aos quatro ventos que não são desse mundo, que esse mundo "jaz no Maligno", que eles são apenas peregrinos nesta terra e que, portanto, o mundo não os compreende, a imprensa os boicota, as autoridades os perseguem. O que nos faz pensar que eles realmente não se importam de viverem numa certa marginalidade, afinal, são movidos por um ideal maior: estão preocupados em salvar nossas almas da danação eterna! Não é a falta de cobertura da imprensa em seus eventos que os fará desanimar.

Acontece que basta dar-lhes alguns minutinhos na TV ou uma notinha minúscula de canto de página no jornal que eles já têm orgasmos múltiplos! Cai por terra o discurso sobre perseguição e param de repetir como papagaios que "não são deste mundo". A coisa muda completamente de figura: dizem que Deus está abrindo as portas dos canais de comunicação e que estão finalmente sendo valorizados. Chega a ser patético como ficam felizes com qualquer divulgaçãozinha. Logo começam os delírios de grandeza: imaginam conversões em massa de todos os ricos, poderosos e emergentes da cidade!

Aliás, evangélicos têm idéia fixa com o poder. Se você nunca freqüentou retiros e vigílias de oração, não tem noção de quantas orações são feitas pedindo a conversão do prefeito, dos vereadores, dos grandes empresários, médicos, artistas, enfim, dos influentes. É raro ver um grupo de crentes fazendo "atos proféticos" a fim de converter todos os mendigos da cidade! (Eu nunca vi.) Na igreja que eu freqüentei, por exemplo, o pastor e a pastora enchiam a boca para dizer que sempre oraram para que a igreja deles fosse cheia de fiéis bonitos (sim, FISICAMENTE bonitos, é isso mesmo que você leu).

Hoje já não tenho mais ilusões a respeito do quanto os evangélicos podem ser mundanos. E eles nem percebem o quanto são contraditórios. Como aquelas crianças que quando não são escolhidas para o time se defendem dizendo que nem queriam mesmo, que o time é uma droga, etc. Mas quando são chamadas para jogar não cabem em si de tanta alegria! Só que de pessoas que dizem ser os portadores das Boas-Novas na terra espera-se um tiquinho a mais de coerência. Mas vamos relevar... Talvez por não serem "desse mundo" eles não tenham muita intimidade com a tal da coerência.


Dica: Blog Heresia Loira

abril 27, 2009

Com o burro na sombra



"Eu sou o homem mais feliz do mundo... independente do que entra na minha conta."
Ronaldo "O Gordo" Fenômeno

Pensa comigo, um cara com patrimônio avaliado em R$ 360 milhões, não tem muito que preocupar, além do mais o salário no Corinthians está em torno de R$ 400 mil mais direitos de imagem.

abril 26, 2009

abril 24, 2009

Buscai primeiro as outras coisas e o reino de Deus... (6)

Arca Universal
21 de abril de 2009


Gostaria de dividir com os internautas da Arcauniversal e, especialmente, do meu blog, um assunto extremamente sério.
...

Como vocês estão vendo, estamos disponibilizando, cada vez mais, material, não só para o crescimento espiritual dos nascidos de Deus, como também tentando ajudar aqueles que o querem.

Daí, a razão dessa mensagem.

Aqui vão as despesas mensais com o site do Arca Universal:

- Hospedagem de Servidores
- Salário dos Funcionários
- Serviço de Imagens
- Luz/Água/Telefone + Gastos Administrativos

Em um Total de Custos de: R$ 107.622,00


Putz!!!Até no blog rolou pedido de oferta!!!!!
rsrsrsrs


Nota: Esta material foi retirado do blog de Edir !!Se quiser conferir é so realizar uma busca na google , o post chama Arca universal mesmo!!!

abril 23, 2009

A IGREJA QUEBRA GALHO DA VIDEIRA

Por Caio Fabio.



Jesus disse que Ele está para nós assim como a Videira está para os ramos.

Sem videira todo ramo é pedaço de pau e somente isto.

Sim! É madeira morta, boa para ser queimada.

Os cristãos, no entanto, foram enganados e deixaram-se enganar, pois, desde que se determinou que "fora da igreja não há salvação", que a Videira passou a ser a "igreja", e, também, desde então, o Agricultor, que, segundo Jesus é o Pai, entre os cristãos é o Pastor, ou, em alguns grupos, o Corpo de Doutrina pelo qual se faz a "poda" de membros.

Assim, para o crente, "permanecer em Jesus", [João 15], é permanecer firme na "igreja", freqüentando, participando e se submetendo a tudo.

Do mesmo modo, "dar fruto", segundo os crentes e suas emoções condicionadas por anos de engano religioso, é evangelismo como programa, é acampamento como devoção, é célula de crescimento, é cantar no grupo de louvor, é ir à reunião de oração, e, sobretudo, é dar o dízimo em dia.

E o mandamento de amar uns aos outros é algo que os crentes entendem como amar os que são iguais a eles enquanto os tais não ficarem diferentes. Nesse dia eles viram desviados.

Ainda no mesmo andar de engano, os crentes pensam que "ser lançado fora" da Videira é ser disciplinado pelo Agricultor Pastoral ou pelo Conselho de Agricultura que aplica o Corpo de Doutrinas disciplinadoras e excludentes, aos quais supostamente não se equivocam ao separar o joio do trigo no campo do mundo-igreja.

Ser “amigo de Jesus” [João 15], para os crentes é estar em dia com a doutrina, o dizimo e a freqüência.

Assim, para a maioria dos crentes, emocionalmente, é assim que João 15 é sentido e praticado.

Ora, o resultado é o desastre cristão desses quase dois mil anos!

De fato, a religião cristã é um estelionato espiritual, pois, chama para si, como se fora Deus, aquilo que é de Deus e somente passível de realização Nele.

O que Jesus dizia era tão simples.

O que Ele dizia é apenas isto:

Absorvam a minha Palavra; o meu ensino; e o pratiquem com amor por mim e por todo ser humano. Se vocês sempre crerem que a Vida de vocês está em mim e vem da obediência ao mandamento do amor, então, vocês serão meus amigos; e, assim, toda a verdade de minha Palavra será fato e bem na vida de vocês. Mas, sem mim, sem vida em meu amor, sem absorção do Evangelho no coração, por mais que vocês tentem viver e buscar o bem, de fato vocês serão apenas como galhos soltos, secos e mortos; existindo sob o engano de que existe vida em vocês, quando, de fato, pela própria presunção de vocês, estarão mortos sem o saberem.

O resto a História do Cristianismo nos conta!


Caio

24 de novembro de 2008

abril 22, 2009

Ela não é "O CARA"...



Ninguem mandou nascer na Argentina...se fosse brasileira a história seria diferente!

Pérolas do Futebol Tupiniquim

-'Chegarei de surpresa dia 15, às duas da tarde, vôo 619 da VARIG.'
(Mengálvio, ex-meia do Santos, em telegrama à família quando em excursão
à Europa)

-Tanto na minha vida futebolística quanto com a minha vida ser humana.'
(Nunes, ex-atacante do Flamengo, em uma entrevista antes do jogo de
despedida do Zico)

-'Que interessante, aqui no Japão só tem carro importado.'
(Jardel, ex-atacante do Grêmio)

-As pessoas querem que o Brasil vença e ganhe.'
(Dunga, em entrevista ao programa Terceiro Tempo)

-'Eu, o Paulo Nunes e o Dinho vamos fazer uma dupla sertaneja.'
(Jardel, ex-atacante do Grêmio)

-'O novo apelido do Aloísio é CB, Sangue Bom.'
(Souza, meio-campo do São Paulo, em uma entrevista ao Jogo Duro)

-'A partir de agora o meu coração só tem uma cor: vermelho e preto.'
(Jogador Fabão, assim que chegou no Flamengo)

-'Eu peguei a bola no meio de campo e fui fondo, fui fondo, fui fondo e
chutei pro gol.'
(Jardel, ex- jogador do Vasco e Grêmio, ao relatar ao repórter o gol que
tinha feito)

-'A bola ia indo, indo, indo... e iu!'
(Nunes, jogador do Flamengo da década de 80)

-'Tenho o maior orgulho de jogar na terra onde Cristo nasceu.'
(Claudiomiro, ex-meia do Inter de Porto Alegre, ao chegar em Belém do
Pará para disputar uma partida contra o Paysandu, pelo Brasileirão de
72)

-Nem que eu tivesse dois pulmões eu alcançava essa bola.'
(Bradock, amigo de Romário, reclamando de um passe longo)

-o México que é bom. Lá a gente recebe semanalmente de 15 em 15 dias.'
(Ferreira, ex-ponta esquerda do Santos)

-Quando o jogo está a mil, minha naftalina sobe.'
(Jardel, ex-atacante do Vasco, Grêmio e da Seleção)

-'O meu clube estava a beira do precipício, mas tomou a decisão correta,
deu um passo a frente.'
(João Pinto, jogador do Benfica de Portugal)

-'Na Bahia é todo mundo muito simpático. É um povo muito hospitalar.'
(Zanata, baiano, ex-lateral do Fluminense, ao comentar sobre a
hospitalidade do povo baiano)

-'Jogador tem que ser completo como o pato, que é um bicho aquático e
gramático.'
(Vicente Matheus, eterno presidente do Corinthians)

-'O difícil, como vocês sabem, não é fácil.'
(Vicente Matheus)

-'Haja o que hajar, o Corinthians vai ser campeão.'
(Vicente Matheus)

-'O Sócrates é invendável, inegociável e imprestável.'
(Vicente Matheus, ao recusar a oferta dos franceses)

abril 21, 2009

Queremos Saber

por Cássia Eller


Queremos saber,
O que vão fazer
Com as novas invenções
Queremos notícia mais séria
Sobre a descoberta da antimatéria
e suas implicações
Na emancipação do homem
Das grandes populações
Homens pobres das cidades
Das estepes dos sertões
Queremos saber,
Quando vamos ter
Raio laser mais barato
Queremos, de fato, um relato
Retrato mais sério do mistério da luz
Luz do disco voador
Pra iluminação do homem
Tão carente, sofredor
Tão perdido na distância
Da morada do senhor
Queremos saber,
Queremos viver
Confiantes no futuro
Por isso se faz necessário prever
Qual o itinerário da ilusão
A ilusão do poder
Pois se foi permitido ao homem
Tantas coisas conhecer
É melhor que todos saibam
O que pode acontecer
Queremos saber, queremos saber
Queremos saber, todos queremos saber

Gilberto Gil

abril 20, 2009

Quem disse que só Jesus salva?

O GRANDE VÍCIO

Por Caio Fabio



Há pouco respondi uma carta de uma pessoa amiga e que tratava dos processos familiares de transferência psicológica de jogos de morte. Terminei e postei a carta no site, mas continuei pensando acerca das tentações de Jesus. E vi que o mesmo padrão mental do Éden se manifestava no processo de tentação de Jesus. Tentação é aposta contra Deus. É aposta contra a Palavra. É aposta contra a Verdade e a Vida.
Sim, a aposta já não era tão romântica quanto o foi no Éden. Agora, no caso de Jesus, havia a diferença infinita entre o 2º Adão e o 1º Adão; e, além disso, a complexificação do processo humano na existência. Assim, as questões, ainda que movidas à idéia de que não haveria conseqüências, ou seja, movidas apenas por fantasia narcisista (que nos desenhos animados aparecem na forma de um pato que morre muitas e muitas vezes; é atropelado; fica todo esmagado; mas sempre está de volta) — são também questões da mesma natureza; ou seja: de jogo, aposta, e risco. E há sempre um “vamos ver se comigo será diferente” na lógica das decisões contra a verdade.
Transformar pedras em pães, afinal, ainda que tivesse vindo como sugestão do diabo, não era, todavia, para Jesus, uma idéia nova. Além disso, o poder para fazer acontecer era Dele mesmo. Portanto, o que é tentação não é outra coisa senão o conceito em si mesmo, o qual é a remetência da existência para a prevalência da fantasia narcisista, a qual nada mais é que o pensamento de que com a gente não será assim. Sim, que a gente pode até fazer o ar virar fumaça, e a atmosfera uma estufa feita de nossos “poderes”, que, apesar disso, nada nos sucederá.
Continuamos individual e globalmente a nos entregar aos domínios narcisistas dos “poderes humanos” que transformam pedras em pães, mas que matam à pedrada ou que deixam que bilhões morram, enquanto apenas alguns outros bilhões comem de tal “pão”; que poluímos a Terra que habitamos, crentes que tal chuva de vomito não nos voltará na cara, como se quem pulasse do Pináculo do Templo não fosse se arrebentar; e que nos curvamos às propostas de morte, vaidades e vaidades, status e importâncias loucos, preocupações e descansos equivocados; e quase total ou mesmo, por vezes, total auto-indulgência — pensando que isto não nos porá ajoelhados ante Satanás, nas alturas de todos os excessos; nas orgias de todos os nossos caprichos; vivendo as surubas de nossas inseguranças transformadas em inquietação fantasiada de liberdade para fazer o que se pode ou consegue; e sempre bebendo lágrimas como viciados em dor; porém, surtados com a sensação de poder que enganosamente possamos fantasiar possuir...
É impossível ser e viver assim e não nos tornarmos os demônios de nós mesmos, os destruidores da criação, os vampiros autofágicos, os demônios do mundo, os associados às trevas, e os grandes idiotas de todas as possíveis formas de inteligência.
Eu sou Adão. Você é Adão. Nós todos somos Adão. A humanidade é Adão. O mundo é Adão. Mas Jesus venceu o mundo. Por isto, em Sua Graça estou coberto para andar sem medo, para buscar o que é bom, para escolher amar o que edifica, e abençoar aquilo que convém ter minha adesão generosa e natural — enquanto, mesmo que caia, venha a levantar-me em minha consciência lavada pelo perdão eterno; e como quem ama o que é bom, mesmo que tal coisa ou atitude seja o maior sinal de fraqueza neste mundo.
Afinal, isto é o que significa vencer a tentação de ganhar o mundo inteiro e perder a própria alma.
A tentação humana é e sempre será namorar a morte, em todas as suas formas e faces.
O convite de Jesus, toda-via, é para que se ame e se busque o melhor para nós e os outros, em igual medida, como a nós mesmos, pois, tal coisa, é o amor de Deus em nós, e, portanto, não é jogo, é Vida.
Lugar de jogo é na mesa, no campo ou na fantasia claramente tratada como tal. A Vida, porém, só se plenifica no que é real.
Quem disse “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida”, não estava brincando. A Vida é abundante. Mas o Caminho é Um. E a Verdade e o Caminho são Um. E, portanto, Vida só acontece na Verdade-Caminho e no Caminho-Verdade.
Não existe viagem maior do que aquela que se faz na realidade percebida em gratidão, amor e devoção.
Quem assim anda, vê o que ninguém vê. Quem não anda assim, busca ilusões, pois foge da realidade, visto que ninguém encara a realidade e vê o que é bom, se não o fizer em gratidão, amor e devoção. Mas os que assim fazem são os que dizem que “somente ao Senhor Deus darão culto”. E, portanto, em Cristo, são os que dizem “arreda Satanás”. Somente caminha livre aquele que não faz parcerias com o diabo. E maior de todas as parcerias é aceitar a fantasia como realidade.

Nele, que nos ensina sempre,


Caio
5/11/06

abril 17, 2009

Sem Consciência



A religião tira do homem
a liberdade e a vida,
pois o impede de agir segundo a
a sua própria consciência.

Israel Martinho

ACASO É O CASO DE DEUS!

Por Caio Fabio



As engrenagens do amor de Deus são infinitas. É um vento, uma brisa, um passarinho que nos desvie o olhar, uma parada para dar lugar a alguém que passa, um minuto perdido, um dia adiantado, uma semana de atraso, um desconhecido, um incidente, um acidente, um tropeção, uma queda, uma topada, uma gripe, uma farmácia, um enfermeiro, uma senhora idosa sem ninguém pra carregar as compras, um jovem sorridente, uma bela menina triste, uma impressão, um surto, uma viagem, um mundo que acaba, uma morte, outra morte, uma estação de mortes, um amigo, um livro, uma musica, uma cor, um cheiro, um perfume, uma canção, um sonho, uma cicatriz, um dia “deja - vu”, uma visão, um desejo súbito, uma estranha certeza, um sentir único, um único sentir, uma dor, uma, duas, três, muitas perdas, um nascimento, dois, três, um sonho novo, um espírito que se ergue, vozes sem som que ecoam, vontades sem dono que se levantam, força surge da morte, o espírito em nos se arrepia - um anjo nos ministra, uma luz sem origem, um sol no ser, uma esperança que vence, um dia que esquece o mal, um mal que não sabe quem é mais, um mais que não é mais e nem menos, pois, é de tudo isto e muito mais, que o que soma não acrescenta e o que se tira não faz falta, quando a vida é Deus, e quando tudo nela só nos leva a Ele.

Caio

30/08/07

INSCRIÇÃO PARA UM PORTÃO DE CEMITÉRIO



Na mesma pedra se encontram,
Conforme o povo traduz,
Quando se nasce - uma estrela,
Quando se morre - uma cruz.
Mas quantos que aqui repousam
Hão de emendar-nos assim:
"Ponham-me a cruz no princípio...
E a luz da estrela no fim!"

Mario Quintana - A Cor do Invisível

abril 16, 2009

Loves Brazil!!!



"O Brasil é 'potência econômica' e deve ter relação de parceria com EUA"

Declaração foi feita pelo presidente americano,em entrevista à TV CNN em Espanhol.

Fonte: G1

Frases (evangélicas?) que não agüento mais.

Por Ricardo Gondim



1. Amém? Está fraco. AMÉM? Amém ou não amém?
2. Quem quer receber uma bênção de Deus hoje, levante a mão.
3. Existe a lei da semeadura, e o número da conta é...
4. Isso é roubo, meu irmão; você nasceu pra ser cabeça, não cauda!
5. Esse acidente aconteceu porque você deve ter dado brecha.
6. O Diabo quer lhe destruir.
7. Estou vendo uma obra de bruxaria em sua vida.
8. Vamos quebrar as setas inimigas.
9. Nada vai impedir que você seja um conquistador.
10.Não há nada de errado com o dinheiro; o único problema é o amor ao dinheiro.
11. Nossa denominação ainda vai conquistar o mundo.
12. A partir de hoje São Paulo nunca mais será igual.
13. Nós somos um povo que não conhece derrota.
14. Venha para Jesus e pare de sofrer.
15. Você é filho do Rei e não merece estar nessa situação.
16. Temos a visão de conquistar a Europa para Cristo.
17. Essa doença não existe, ela é apenas uma ameaça do Diabo.
18. Deus está nos dirigindo para abrirmos uma igreja em Boca Raton.
19. Vamos amarrar os demônios territoriais que estão sobre o Brasil.
20. Todos os que fizerem a campanha das sete semanas alcançarão seus sonhos.
21. Compre esta Bíblia fantástica com os comentários de...
22. Estamos num mover apostólico e o avivamento brasileiro é semelhante ao do livro de Atos.
23. Teremos uma explosão de milagres na maior concentração religiosa da história.
24. Vamos ficar em pé para receber o Grande Homem de Deus, fulano de tal, com uma salva de palmas.
25. Quando vejo essa multidão de quinze mil pessoas, só tenho vontade de dizer que amo cada um de vocês.
26. O Reino de Deus precisa de um candidato na Câmara; vamos eleger nosso irmão que vai fazer a diferença.
27. Deus abrirá uma porta de emprego para você, meu irmão.
28. Semana que vem teremos mais uma sessão de cura interior.
29. Enquanto não pedirmos perdão ao Paraguai pela guerra, nunca seremos uma nação próspera.
30. Os Estados Unidos são uma bênção porque o presidente deles é crente.
31. Tudo é miçanga, só Deus é jóia.
32. Não sou dono do mundo, mas sou filho do dono.
33. Este carro ficará desgovernado em caso de arrebatamento.
34. Crianças, cantemos: “Cuidado olhinho no que vê, cuidado mãozinha no que pega... nosso Pai está olhando pra você”!
35. Olhe para o seu irmão do lado e diga: Eu amo você!
36. O Espírito Santo está me revelendo que existem ladrões nesta igreja que não entregaram seus dízimos.
37. Ah, seu problema é maldição hereditária.
38. Quando você não entrega o dízimo na casa de Deus, Ele não tem compromisso financeiro com você.
39. Quero que vocês dêem uma oferta especial para manutenção do nosso programa de rádio e TV, pois foi Deus quem mandou pregar na mídia.
40. Ora em línguas aí, irmão.
41. Restitui, eu quero de volta o que é meu.
42. A visão da nossa igreja é evangelizar. Obra social é com o governo.
43. Abram suas Bíblias no livro "X". Quem encontrou diga amém, quem não encontrou diga misericórdia.
44. Eu gostaria de cumprimentar a igreja com a paz do Senhor (se gostaria, então cumprimente, ou vai ficar na vontade?).
45. Abra o seu coração (como?).
46. Deus está aqui (que algo mais óbvio que isso).
47 - Deus está curando voê, minha irmã, deste nódulo no seio que você nem sabia que tinha (depois dessa, dizer mais o que).
48. Deus está operando poderosamente (alguém já viu Deus operar "meia-boca"?).
49. Deus vai enxugar suas lágrimas (O que dizer? Como é fácil falar).
50. Tá amarrado! (alguém sabe quanto tempo o Diabo leva para se desamarrar?).
51. Deus vai dar à nossa igreja um programa na Globo (tô com uma pulga atrás da orelha. Acho que esse pastor quer figurar na novela das 8).
52. Irmãos, Deus me deu revelação. Esse será o ano de Elias, de Josué, de Gideão, de João Batista... (Não parece calendário chinês?).
53. Abra a boca e profetize; as palavras têm poder.
54. Hoje eu deixo de ser crente se Deus não operar um milagre. (Por favor, deixe mesmo!)
55. Meus irmãos, estas igrejas que usam rosas ungidas, sal grosso para descarrego, etc., não são de Deus!....Ao final do culto tragam seus documetos, carteira de trabalho, chave de casa e do carro para ungirmos, pois aqui a coisa é diferente, Deus opera!
56. Não diga isso. As palavras têm poder!!
57. Incendeia tua noiva, Senhor.
58. Seja um adorador extravagante!
59. Fui chamado para ser um levita na casa do Senhor. Posso cantar na sua igreja e vender meus CDs?
60. Não podemos fazer da igreja um clube.
61. Sendo dizimista, você pode colocar Deus contra a parede.
62. Meus irmãos, é hora de mudar o Brasil.
63. Quem tem um caroço em qualquer lugar do corpo, levante a mão que Jesus vai curar agora.
64. A Rede Globo conspira contra a igreja.
65. Quanto mais glória você manda pra cima, mais glória Deus manda pra baixo.
65. Não dá o dízimo na casa de Deus, mas acaba "dando" na farmácia (Hum, não sei não!)
66. Você que não dá o dízimo não tem moral pra exigir nada de Deus.
67. Vamos pisar na cabeça do diabo; o Diabo só conhece o número do meu sapato.
68. Quando o crente ora, deve esperar retaliação do Diabo.
69. Sabe qual o nosso problema? O mundo está entrando na igreja.
70.Eu soube que o Anticristo já nasceu e está se preparando para aparecer.
71. Eu soube de um pastor que encontrou uns feiticeiros que estavam jejuando para fazer os pastores caírem.
72. O Rei Leão da Disney é gay!
73. Minha irmã, você precisa da nossa cobertura! (essa é quase pornográfica).
74. Não esqueça de enviar os boletos bancários que eu prometo subir o monte nesta madrugada e interceder por sua vida.
75. Não fique triste com a morte do seu filho (ou com seu divórcio, ou com sei lá o que). Tudo tem um propósito e Deus sabe o que faz.
76. Irmãos, hoje o Senhor falou comigo pela manhã para trazer esta palavra.
77. Orei e a chuva parou.(então ora e manda chuva pro nordeste, não é?)
78. Estou sentindo uma opressão aqui.
79. Hoje vamos ouvir o testemunho do Irmão que era ex-gay, ex-traficante, ex-drogado, ex-macumbeiro, ex-cafetão, ex-morto, ex-satanista, ex-sei-lá-o-que e que agora é crente!!!
80. Todo inimigo, fora daqui!
81. Posso ouvir 3 aleluias e 8 améns?
82. Cuidado para não perder a benção, irmão.
83. Não adianta fugir de Deus, Ele vai ter pegar na curva.
84. Se não vier pelo amor, vem pela dor.
85. Sabe quanto custa uma consulta, uma internação? Dar o dízimo é mais barato.
86. Deus me revelou que 50 irmãos vão contribuir com mil reais cada um. Quem é o primeiro? Se não tem ninguém, então devem existir aqui 50 valentes que vão contribuir com quinhentos... Agora chegou a sua vez, meu irmãozinho querido. Todos vocês que sobraram tragam suas ofertas de um real. (Que leilãozinho ordinário, heim?)
87. Tomara que ao sair daqui um carro não passe por cima de você; vou orar para que Deus lhe dê mais uma chance.
88. Não troque sua salvação por um copo de cerveja.
89. Nesta noite Deus vai disribuir dar sapatos de fogo (Eu prefiro os de couro!)
90. Infelizmente ele preferiu morrer sem salvação do que voltar pra nossa igreja.
91. O diabo tentou impedir que você viesse aqui nesta noite, porque ele sabia que você seria revelado
92. Eu tinha preparado uma mensagem, porém o Espírito Santo quer que eu pregue sobre santidade (...E dê-lhe regrinhas!).
93. Deus confirmou a mensagem desta noite enquanto a irmã cantava aquele hino.
94. Dê o melhor que você tem , Deus não quer troco de ônibus.
95. Tire a melhor nota que você tem e ofereça o melhor sacrificio ao Senhor.
96. Tive uma visão que no estacionamento da igreja só tinha carro zero km.(Acho que ele confundiu a igreja com a concessionaria ao lado).
97. Minha teologia é joelho no chão!!!(Essa teologia é no mínimo esquisita).
98. Deus conhece a sinceridade do meu coração! Eu preciso da sua ajuda para manter este programa no ar e o número da conta é... (Sim, eu sei que Deus conhece tudo. Eu é que estou com alguma suspeita).
99. Se você sair de férias e não deixar o cheque do dízimo vai dar tudo errado na sua viagem. (E agora? Esqueci! Deve ser esse o motivo porque furou o pneu do carro)
100. Deus não escolhe os capacitados mas capacita os escolhidos. (Há muitos pastores repetentes nessa escola de capacitação).
101. Não toque contra o ungido do Senhor. (Chavãozinho para proteger os líderes inseguros).
102. Não diga a Deus que seu problema é grande; diga ao seu problema que o seu Deus é grande. (Poesia de quinta categoria]
103. Você é a menina dos olhos de Deus [com remela?]
104. Aqui é uma igreja diferente (Sério? Então tá].
105. Se vocês confiam em nós, pastores, para trazer a palavra de Deus, devem confiar na nossa administração das ofertas. Não precisamos prestar contas a ninguém, só a Deus [Hummm. Acontece que a palavra foi fraquinha).
106. Chega de esperar; hoje o seu milagre vai chegar (Posso reclamar no Procon?).
107. Plante sua semente que você vai colher a cento por um (Pequenas igrejas, grandes negócios).
108. Deus sabe de todas as coisas (Que clichê cruel, na hora que não tem respostas para uma questão).
109. "Mateus, Mateus, primeiro os teus" [Não entendi, hã?]
110. Comunico o falecimento do irmão Fulano. Infelizmente, perdemos um bom dizimista (A família enlutada agradece pelo gesto de solidariedade...).
111. Depois do culto, compre meus livros e CDs de mensagens. Vão abençoar o ministério infantil que cuido. Tenho quatro filhos (Se a piada é sem graça, imagine a mensagem dos Cds e livros.).
112. Olhe para o irmão do lado e diga "você está bonito hoje" (Por que tenho que fazer esse tipo de coisa? Logo eu que sou gaúcho?).
113.Tem gente que lê muito e só cresce em sabedoria humana. O importante é o conhecimento de Deus ["conhessimento" com dois "esses", provavelmente...]


Acho que chega, não? A lista do besteirol parece não ter fim.

Soli Deo Gloria.

Momento "Jazz"....(1)




Afinal..... A criatividade da música gospel... “jazz” do maligno.

rsrsrsrsrs

Saudade



Saudade é um pouco como fome.
Só passa quando se come a presença.
Mas às vezes a saudade é tão profunda
que a presença é pouco:
quer-se absorver a outra pessoa toda.
Essa vontade de um ser o outro
para uma unificação inteira
é um dos sentimentos mais urgentes
que se tem na vida.

Clarice Lispector

Dica: Os Bechamel

abril 15, 2009

Tempos modernos.

Por Thiago Ferreira



Já não agüento mais essa rotina maluca e mecanicista dos tempos modernos. Minha alma já não agüenta mais essa dinâmica maluca e corrida de trabalho, estudo, casa, família, amigos ... trabalho, estudo, casa, família ....

A correria diária da seus “frutos”, tenho bens materiais(que não desfruto), tenho dinheiro( que uso para comprar os bens que não desfruto), tenho posição no mercado de trabalho( que me leva a ter trabalho, para ter dinheiro, para comprar os bens que não tenho tempo para desfrutar). Isso é cíclico! Sinto-me como um cachorro correndo atrás de meu próprio rabo! E quanto mais eu corro mais o raio do circulo que faço diminui.

Socorro!!! Os meus dias se encurtaram!!!

O que me assusta, é como a mecânica tira a nossa capacidade de apreciação. Por mais que você seja centrado, equilibrado, existe um ponto, um momento em que você age de forma banal. Vai não banque o super homem, assine logo o seu B.O, todos de certo modo sofremos com esta pressão, é claro que as proporções são bem diferentes, mais ocorre com todo mundo nem que seja por um pequeno momento.

Os administradores especialistas em OMS(Organização, sistemas e métodos), já diziam; A sistematização gera rotinas confiáveis(claro que depende do ponto de vista) mais limita a capacidade dos executores de questionar, e raciocinar sobre possíveis variáveis.E são as variáveis que nos levam a enxergar o outro lado da moeda.

Certo jovem procurou Jesus e o questionou sobre questões do dia a dia, como dinheiro ,vestimentas, e a resposta de Jesus foi incrível. Ele disse contemple.
Concentre nos objetos a sua volta, veja o passarinho que não planta e se alimenta, veja o lírio que tem as melhores vestes e não se esforçou para tal mérito.

Para Jesus contemplar era buscar um novo significado, era enxergar a vida com olhos puros em busca de um corpo de luz, contemplar era acender a candeia do corpo.

Nos tempos modernos nos falta contemplação, capacidade de viver cada momento com total envolvimento, sentindo cada detalhe, avaliando cada variável, desprendendo a alma deste mundo, vivendo a renovação da mente tal falada por Paulo.
Tal renovação se consiste em não se conformar com o espírito deste mundo, e o espírito deste mundo é aquele que tira seus olhos da gratidão e beleza da vida, te jogando no mundo profetizado por Chaplin, apelidado carinhosamente como....tempos modernos.

abril 14, 2009

Servir: privilégio de poucos.

Por Ed René Kivitz



É natural ao coração humano a busca de conforto, status, poder e tudo quanto vem agregado a estas realidades. Tiago, João e sua mãe foram até Jesus solicitar tais privilégios na consumação do reino de Deus. Jesus não disse nem que sim, nem que não, mas aproveitou para reforçar que o reino de Deus é reino de servos e, portanto, os servos são os verdadeiros governantes do mundo. No reino de Deus, o privilégio e o ônus de governar não é das “pessoas importantes”, mas dos servos, até porque, governar é servir. No reino de Deus, a maneira de governar não é exercendo domínio sobre os governados, mas servindo os governados, até porque, governar é servir. Na lógica do reino de Deus, o oposto também é verdadeiro: servir é governar.

Para servir é necessário sair da zona de conforto, isto é, fazer o indesejado, dedicar tempo para tarefas pouco atraentes, assumir responsabilidades desprezadas pela maioria, fazer “o trabalho sujo”, enfim fazer o que ninguém gosta de fazer. Para servir é necessário vencer o orgulho, isto é, se dispor a ser tratado como escravo, ter os direitos negligenciados, ser desprestigiado, sofrer injustiças, conviver com quase nenhum reconhecimento, enfim, não se deixar diminuir pela maneira como as pessoas tratam os que consideram em posição inferior. Para servir é necessário abrir mão dos próprios interesses, isto é, pensar no outro em primeiro lugar, ocupar-se mais em dar do que em receber, calar primeiro, perdoar sempre, sempre pedir perdão, enfim, fazer o possível para que os outros sejam beneficiados ainda que ás custas de prejuízos e danos pessoais.

Não é por menos que em qualquer sociedade humana existem mais clientes do que servos. Servir não é privilégio de muitos. Servir é para gente grande. Servir é para gente que conhece a si mesma, e está segura de sua identidade, a tal ponto que nada nem ninguém o diminui. Servir é para gente que conhece o coração das gentes, de tal maneira que nada nem ninguém causa decepção suficiente para que o serviço seja abandonado. Servir é para quem conhece o amor, de tal maneira que desconhece preço elevado demais para que possa continuar servindo. Servir é para quem conhece o fim a que se pode chegar servindo e amando, de tal maneira que não é motivado pelo reconhecimento, a gratidão ou a recompensa, mas pelo próprio privilégio de servir. Servir é para gente parecida com Jesus. Servir é para muito pouca gente.

A comunidade cristã – a Igreja, pode e deve ser vista, portanto, como uma escola de servos. Uma escola onde aprendemos que somos portadores do dna de Deus, dignidade que ninguém nos pode tirar. Uma escola onde aprendemos que, por mais desfigurado que esteja, todo ser humano carrega a imagem de Deus. Uma escola onde aprendemos a amar, e descobrimos que, se “não existe amor sem dor”, jamais se ama em vão. Uma escola onde aprendemos que “mais bem aventurada coisa é dar do que receber”.

Servir é mesmo privilégio de poucos. De minha parte, preferiria ser servido. Mas aí teria de abrir de mão do reino de Deus. Teria de abrir mão de desfrutar do melhor de mim mesmo. Teria de abrir mão de você. Definitivamente, me custaria muito caro. Nesse caso, continuo na escola.

abril 13, 2009

A Alemanha e o nosso umbigo

por Renato ThibesFinalmente começou a era da segmentação online politicamente incorreta. Veja, não é segregação, é segmentação. Deixe a hipocrisia de lado. Você não navega todo dia em todas aquelas redes sociais pra conhecer gente bacana, jóia, supimpa e feia. Aquele gordinho com 2.300 followers pode ser um sucesso no Twitter, mas na dura realidade do mundo offline ele continuará sendo apenas um perdedor.

Demorou pra criarem um ambiente online só para os vencedores. Porque eles também estão na internet. Não são só os nerds que navegam por aqui. A líder de torcida e o capitão do time de futebol também querem seu espaço virtual. E não vão querer trombar com uma aberração pelo caminho.

Assim, o site de relacionamentos Beautiful People só admite gente bonita. Quando você se cadastra, sua foto é enviada para julgamento daqueles que já estão lá, os bonitões e as bonitonas veteranos. Se você passar no teste, entra. Se não passar, vai procurar sua turma, seu feio. Seu escroto. Volta pro mar, monstro. Vai caçar baranga do seu nível no Orkut, lazarento.

Veja: a auto-estima tem que estar em dia pra tentar a sorte. Eu mesmo, que sou lindo, ainda não tive coragem de tentar. Não sei se vou suportar a rejeição. Também não sei como eles avaliam a photoshopada nas fotos. Deve ter algum especialista em tratamento de imagens que pré-seleciona os candidatos.

E como não estou lá, não sei quais são os critérios. Os gostos variam. A conta bancária influencia? Jogadores de futebol milionários são aceitos? Tem algum feio cadastrado por acidente? O único feio cadastrado deve ser o criador do site, o beta-tester. Difícil imaginar que ele seja bonitão, mas ele está lá. Rodeado de beldades virtuais, o Hugh Hefner online.

O Beautiful People é um selo de qualidade para a posteridade. Mamães decadentes daqui a 30 anos poderão dizer que, na juventude, foram aceitas pelo site. Antes de marcar aquele encontro ao vivo com aquela mocinha que conheceu na net, você pode checar se ela foi aceita no site. Todos os processos seletivos dos concursos de beleza já têm um primeiro filtro. Enfim, é genial.

Porém, estou ciente dos problemas psicológicos que isso pode causar. Caso você queira arriscar e seja refugado, deixo aqui minha ajuda:

Psicólogos Online
Terapia Online
Como Ser Bonito
Cirurgia Plástica
Vigilantes do Peso
Academia de Ginástica
Ugly People

Boa sorte!

Fonte: Registro Dissonante

ps.: Então já podemos deixar de convidar aquele vizinho chato e aquele gordinho feio para nos acompanhar a igreja nos dias de festa e fazer com que ele se sinta bem? Se o convite se limitar a datas especiais e o comunhão for somente nos dias de festa, SIM, PODEMOS PARAR!
PRECISAMOS deixar de ser moralistas e corrigir o erro dentro de cada um primeiro...

Graça e Paz

Não só pelas tirinhas, mas pela quantidade de comentários, as duas somam mais de 1000 comentários.
Tirinha 1
Tirinha 2
Será que existe tantos fanáticos religiosos ainda?
Obs.: Avaliar se "Fanático Religioso" não seria pleonasmo.

Fonte: Dr. Pepper

Era uma vez um rei em Neverland...



Fotos dos pertences do Michael Jackson,o "rei do pop".Leilão de seus pertences ocorrerá em 22 de abril,e a coleção inclui roupas, obras de arte, móveis e o portão de Neverland.

Fonte G1

O filão religioso.

Por Ricardo Gondim



As Casas Bahia disputam o mesmo mercado que a Magazine Luiza. As duas lojas se engalfinham para abocanhar o filão dos eletrodomésticos, guarda-roupas de madeira aglomerada e camas de esponja fina. Buscam conquistar assalariados, serralheiros, aposentados e garis. Em seus comercias, o preço da geladeira aparece em caracteres pequenos, enquanto o valor da prestação explode gigante na tela da televisão. A patuléia calcula. Não importa o número de meses, se couber no orçamento, uma das duas, Bahia ou Luiza, fecha o negócio - o juro embutido deve ser um dos maiores do mundo.

Toda noite, entre oito e dez horas, a mesma lengalenga se repete nos programas evangélicos. Pelo menos quatro “ministérios” concorrem em outro mercado: o religioso. Todos caçam clientes que sustentem, em ordem de prioridade, os empreendimentos expansionistas, as ilusões messiânicas e o estilo de vida nababesco dos líderes. Assim, cada programa oferece milagres e todos calçam suas promessas com testemunhos de gente que jura ter sido brindada pelo divino. Deus lhes teria abençoado com uma vida sem sufoco. Infelizmente, o preço do produto religioso nunca é explicitado. Alardeia-se apenas a espetacular maravilha.

Considerando que a rádio também divulga prodígios a granel, como um cliente religioso pode optar? Para preferir uma igreja, precisa distinguir sobre qual missionário, apóstolo, pastor ou evangelista, Deus apontou o dedo. E se tiver uma filha com leucemia aguda, não pode errar. Ao apelar para uma igreja com pouco poder, perde a filha.

O correto seria freqüentar todas. Mas como? Em nenhuma dessas igrejas televisivas o milagre é gratuito ou instantâneo. As letrinhas, que não aparecem na parte de baixo do vídeo, afirmariam que, por mais “ungido” que for o missionário, um monte de exigência vem embutida na promessa da bênção. É preciso ser constante nos cultos por várias semanas, contribuir financeiramente para que a obra de Deus continue e, ainda, manter-se corretíssimo. Um deslize mínimo impede o Todo Poderoso de operar; qualquer dúvida é considerada uma falta de fé, que mata a possibilidade do milagre.

Lojas de eletrodoméstico vendem eletrodoméstico, óbvio. Igrejas evangélicas comercializam a idéia de que agenciam o favor divino com exclusividade. E por esse serviço, cobram caro, muito caro. Afinal de contas, um produto celestial não pode ser considerado de quarta categoria. A "Brastemp" espiritual que os teleevangelistas oferecem vem do céu.

O acesso ao milagre se complica, porque todos mercadejam o mesmo produto. Os critérios de escolha se reduzem a prazo de entrega, conforto e garantia.

Opa, quase esqueci! As lojas, em conformidade com o Código do Consumidor, são obrigadas a dar garantia, mas as igrejas evangélicas não dão garantia alguma. O cliente nunca tem razão. Quando a filha morrer de leucemia, o pai, além de enlutado, será responsabilizado pela perda. Vai ter que escutar que a menina morreu porque ele “deu brecha” para o diabo, não foi fiel ou não teve fé.

Mercadologicamente, Casas Bahia e Magazine Luiza estão bem à frente das igrejas. Melhor assim, geladeira nova é bem mais útil do que a ilusão do milagre.

Soli Deo Gloria.

abril 12, 2009

Buscai primeiro as outras coisas e o reino de Deus... (4)

O vencerdor!!!!

por Thiago Ferreira




Ontem escutava uma musica gospel em um canal da TV aberta que falava sobre vitoria a qualquer custo, nunca vou desistir e coisas assim.

Logo ficou o questionamento: Será que todas as coisas ainda cooperam para o bem daqueles que amam a Deus?

Faço este questionamento com base no fato que nem sempre a suposta “vitoria”, coopera para o bem a longo prazo. O homem não sabe pedir, e isto é fato. Os testemunhos dos “vencedores” da igreja em sua grande maioria fala sobre matéria, sobre carros, casas, e tudo aquilo que é tangível.

Para Jesus o reino de Deus era intangível, ela estava dentro de nos é era o que deveria ser buscado a qualquer custo. Não vejo nas denominações testemunhos que mensurem paz, que falam que Deus me deu mais amor pelo próximo, ou me fez alguém mais humano.

A “igreja” moderna busca primeiro as outras coisas, e espera que o reino de Deus lhe seja acrescentado.

Agora vale para o homem a rendição que basta ser bom e viver por fé, que lhe será imputada justiça. Viver por fé é viver cada dia no seu mal, cada momento como sendo único. E viver por fé é também ter consciência sobre o futuro, pois a fé pondera entre presente e futuro, pois se age por fé agora e se tem certeza das coisas que não se viu e nem ouviu.

Quando penso em fé por esta óptica lembro que a maioria das bênçãos matérias a longo prazo se usadas sem equilíbrio, faz de seus usuários perdedores em potencial. Semana passado quis muito comprar uma moto, me facilitaria à vida, mais em contra partida eu teria mais dificuldade em perder peso. Pois é esta “benção”, a longo prazo não sei se seria benção mesmo, afinal estou bem gordinho e não acredito que a moto me ajudaria neste sentido(rsrsrsr).

Nem sempre consigo ter este tipo de visão, por isso peço a Deus que tenha por mim. Como na musica de Stênio Marcius,”tapeceiro” gravado por João Alexandre, Deus é um tapeceiro que molda as nossas vidas como artesanato, e o homem só vê a obra pelo avesso, não consegue enxergar o fim da obra como Deus enxerga.

Desta forma prefiro escutar Marcelo Camelo, do que a musica gospel convencional. Prefiro já não ser mais um vencedor, juntar às mãos ao meu redor, e fazer o melhor que sou capaz, Só pra viver em paz!!!!


Segue a abaixo a musica “o vencedor”. Letra de Marcelo Camelo - Los Hermanos

Frases que li e gostei...(4)



"Deus não é solidão.É comunhão. Por isso, é Pai, Filho e Espirito Santo: uma única família divina.
Cada uma dessas divinas Pessoas é para a outra, pela outra e com a outra. São diferentes para poder se comunicar. Elas se entrelaçam tão profundamente que se uni-ficam. Quer dizer, ficam um só Deus-comunhão, um só Deus-relação,um so Deus-Amor."

A força da ternura - Pensamento para um mundo igualitário, solidário, pleno e amoroso
Leonardo Boff

abril 11, 2009

Questões existenciais ou simplismente - "Perplexidade"

por Ricardo GondimTem dias que a alma pesa como chumbo. As palavras, insípidas, perdem a magia. A memória do pesadelo, mais forte que a realidade, perdura com o clarear do dia.


Engulo o riso. Trago a alegria. Deixo que fuligem cubra a minha cama. Não recolho os jornais amarelados, esquecidos na sala de casa. Não lavo os pratos que entopem a pia. Deixo a vida esperar.

Sem inspiração, escrevo platitudes. Sem viço, contento-me em espalhar palavras desordenadas na página vazia.

Em que esquina se esconde o futuro? A quadra que tudo arrasta e tudo corrói, desfigura o sonho da juventude perene. Restam perguntas, as perguntas mais confusas. Sobra angústia, a angústia mãe do desespero.

Condenados ao pó, choramos por eternidade. Cônscios do fim, caçamos o santo Graal. Frágeis, esperamos pelo improvável esquecimento de Kronos.

Meu amigo peleja contra o câncer. Sua perplexidade me esvazia de toda e qualquer inspiração. No limbo do diagnóstico, não consigo arrancar poesia das veias. A aberração da esperança não permite beleza. Resta o dever cru de vê-lo resistir. E quem sabe, dar-lhe um pouco do que sobrou de mim.

Soli Deo Gloria

Pra cima Brasil (2)



Assim é melhor!

Pra cima Brasil (1)

Clique na imagem para ampliar

Se fosse o Hugo Chávez quem dissesse que Lula “é o político mais popular da Terra porque é boa pinta”, tratariam como deboche.

Preconceito é fogo, viu?

Fonte: Kibe Loco

"Frutinha" nacional

"Blueberry" nacional que cresce na Serra Gaúcha é a frutinha da vez.... Essas piadinhas com os sulistas já esta passando dos limites!

abril 10, 2009

Buscai primeiro as outras coisas e o reino de Deus... (3)

Frases que li e gostei...(3)


" O outro não é o inferno. O outro é o caminho para o céu. No fundo, tudo passa pelo outro, pois sem o diálogo com o outro, com o tu, não nasce o verdadeiro eu nem surge o nós que cria o espaço da convivência e da comunhão."
A força da ternura - Pensamento para um mundo igualitário, solidário, pleno e amoroso
Leonardo Boff

Honra teu pai e tua mãe!

Seja obediente e toma logo Juizo!

abril 09, 2009

O Admirável Mundo Novo e o livre arbítrio

por Thiago Ferreira
Ontem dia 07 de abril o governo do estado de SP, aprovou um decreto de lei que proíbe totalmente o uso de fumo em ambientes coletivos, com a medida fica proibido o cigarro em locais como bares, restaurantes, cafés e etc.
Sinto-me no ”Admirável mundo novo” de Aldous Huxley, cada vez mais as autoridades repreendem praticas em busca de um suposto bem “coletivo”, o fumo é a bola da vez!

A repreensão começa a ficar paranóica e acima de tudo desconfigurada, digo desconfigurada, pois, me questiono quanto a real intenção do governo em relação a essa “guerra” contra o fumo. Não é novidade para ninguém que o mundo capitalista gira em torno do dinheiro, as organizações tanto governamentais como as não governamentais visam à maximização dos lucros, e a minimização dos custos. Pois bem, eis a questão!

O cigarro ao longo de décadas tem aumentado de forma considerável os gastos do governo com relação à saúde publica. No inicio se aumentou os impostos na intenção de que aumentando o valor do cigarro, diminuiria o consumo, mais o tiro saiu pela culatra, o resultado não foi o esperado. Foi proibida a propaganda em todos os veículos de comunicação, e logo após o governo fez com que as indústrias do ramo inserissem no verso de seus produtos propagandas antitabagismo.

Agora pense comigo! Se tudo que gerar um aumento de gasto para o governo for repreendido de tal forma, daqui a algumas décadas o Mc Donalds e todos os seus colegas do fast food, correrão um serio risco de ser a bola da vez. A obesidade já é uma epidemia no mundo moderno, os gastos com doenças relacionadas ao excesso de peso já são visíveis nos cofres públicos.

Acredito que no primeiro momento, o hambúrguer teria sua tributação elevada, isso aumentaria o custo do sanduíche e conseqüentemente dificultaria o consumo. No segundo momento as propagandas seriam proibidas, o Ronald teria sua tradicional roupa na cor vermelha e amarela trocada por uma menos alegre, acredito, que seria na cor preta e branca. No terceiro momento quando comprasse um sanduíche, na sua caixinha já não teria mais o nome comercial do produto, tipo Mc alguma coisa ou x- sanduíche, e sim um grande aviso do ministério da saúde, com uma foto de um senhor com 180 quilos, e a seguinte frase: O excesso de peso, pode causar doenças do coração. E por fim, a repreensão chegaria até o momento em que o consumo do produto em locais públicos seria proibido na intenção de respeitar os cidadãos que consideram tal pratica “repugnante”.

Você pode estar se questionando com relação ao fato de que com o cigarro corre se o risco de se tornar um fumante passivo. Eu sei disso, e sei também que na maioria dos ambientes coletivos hoje se tem os fumodrómos, que são áreas próprias para quem fuma.

Como Cristão luto pelo livre árbitro, não creio que imposições resolvam qualquer problema, por mais simples que seja, e creio que libertar é um sinônimo de amar! Gosto de ver pessoas livres em suas escolhas, pessoas que sintam se à-vontade de ser quem se quer ser no momento que se quer ser, e é claro sem desrespeitar o espaço do outro (por isso creio que os fumodrómos sejam importantes)

Para os fundamentalistas religiosos, vale as explicações de que o sujeito não é livre,de que o cigarro é um laço do capeta e etc. Mais quem tem bom senso, sabe que o maior laço do capeta é o moralismo e a sedução do julgamento sem critério e empatia, e acima de tudo farisaísmo.

Enfim sigo na esperança de que as pessoas sejam livres, e de que as ações públicas sejam fundamentadas e equilibradas, o fundamentalismo é uma esquizofrenia dos valores daquele que se propôs ser reto e sensato.

Acredito que a liberdade, o livre arbítrio, esta acima de tudo isso! E como Cristão pretendo libertar e ser livre!

Viva aos charutos cubanos! Viva aos hamburgues! Viva o equilíbrio em todas as coisas! Pois isto é liberdade!

abril 08, 2009

Policiais são acusados de sequestrar ladrões em SP!!! Pede pra sair!!!!

Uma investigação feita pela Corregedoria da Polícia Civil levou ontem à decretação da prisão preventiva de três policiais e um ex-investigador acusados de sequestrar e achacar ladrões de caixas eletrônicos em Campinas (SP). Dois dos acusados foram presos ontem e dois estão foragidos. Em um dos casos apurados, o cativeiro foi na própria delegacia em que os acusados trabalhavam: o 4º Distrito Policial de Campinas.
Eles foram denunciados pelos promotores do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). O juiz Nelson Bernardes, da 3ª Vara Criminal, determinou a abertura do processo. Esta é a segunda operação da Corregedoria no Estado desde a posse do novo secretário da Segurança Pública, Antônio Ferreira Pinto. A descoberta de que os ladrões eram vítimas dos policiais ocorreu durante investigação da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Campinas sobre os ataques a caixas eletrônicos na região. Interceptações telefônicas mostraram que colegas dos policiais da DIG estavam telefonando para os ladrões exigindo pagamento do resgate. Os policiais teriam sequestrado os ladrões.

Com base nas gravações, a 2ª Corregedoria Auxiliar (Campinas) foi avisada e entrou no caso. "Concluímos a apuração criminal e vamos começar a administrativa, que pode levar à demissão dos policiais", disse o delegado Roveraldo Bataglini.

Segundo promotores do Gaeco de Campinas - em 18 meses, eles denunciaram 50 policiais da região -, no primeiro caso policiais queriam R$ 100 mil de resgate da vítima, mas aceitaram soltá-la por R$ 4 mil e uma moto. Investigando esse caso, os corregedores descobriram outra extorsão. Os acusados nesse caso teriam sequestrado outro suspeito de pertencer ao grupo de ladrões de caixas eletrônicos e exigido R$ 200 mil para não mantê-lo preso. Anteontem, quatro policiais militares foram detidos em Sumaré, sob suspeita de participar de furtos a caixas eletrônicos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


Frases que li e gostei...(2)


Estar no poder é como ser uma dama. Se tiver que lembrar às pessoas que você é, você não é.
Margaret Thatcher
Livro o Monge e o Executivo.

abril 07, 2009

Querer ser enganado é prerrogativa minha!

por Leônidas Valente
JESUS sabia que seria traído e sabia quem o havia de trair. Eu não sei, mas acho que Jesus era um pouco masoquista, não? Ele foi à pessoa que permitiu que Judas caminhasse consigo, e deu a ele um lugar de destaque quando escolheu os doze que seria os apóstolos.

Mas se Jesus sabia que seria traído por Judas, por que... Mas por que Jesus permitiu que ele soubesse tudo, andasse consigo? Jesus gastou tempo com ele, ensinando-o. Por quê?

Acho que Jesus era masoquista!

Se eu soubesse que alguém iria me trair, certamente eu dava um jeito de isolá-lo! Já ia logo cortando todos os laços. Bom, às vezes dou graças a Deus por minha ignorância... Eu nada sei, mas Jesus sabia muito bem, e o tratou como igual até o momento de revelar aos demais apóstolos. Ele agiu com tanta descrição que ninguém percebeu, e mesmo ao revelar, Jesus foi tão sutil que os apóstolos não entenderam o que ele estava dizendo.

Bom, se fosse eu não seria discreto, CERTAMENTE, eu diria ESTE É O MISERAVÉL QUE VAI ME TRAIR! O MERSALINO INDECOROSO QUE VAI ME ENTREGAR! ESTA DESGRAÇA, NÃO DEVIA NEM EXISTIR. Mas Jesus é diferente, ele tem o Dom do masoquismo. Eu não! Eu não.

Eu não tenho muitas coisas que Jesus teve e tem.

Eu não tenho o respeito pela humanidade como ele teve. Eu não tenho a amor à raça humana com ele teve. Eu não tenho respeito pelos meus inimigos, entendendo que, são homens como eu. Eu não tenho. Ah, mas não tenho mesmo! Não tenho disposição de tentar vencer o mal com o amor, até porque, eu não consigo amar ninguém, além de mim mesmo. Eu não tenho um amor forte para tomar borrachada como ele tomou, com uma baita cruz nas costas e ainda, orar por eles, pedindo que Deus os perdoasse. Como eu disse, eu não consigo nem amar a mim mesmo direito; mas com bastante esforço, talvez, eu conseguisse amar os que me amam MUITO. Mas Jesus, Jesus ou, é muito masoquista, ou é, muito amoroso.

Eu sei é que eu não tenho nada disto em mim.

Tiro o chapéu para ele, com toda certeza.

Bom, mas Jesus não foi enganado. Ele sabia desde o principio. Eu acho que o fato de saber, faz ato dele mais valioso ainda! Que doideira!

Talvez eu pudesse ter o mesmo amor que ele tem, SE EU DEIXASSE ELE ME ENSINAR. Talvez, eu pudesse ter o mesmo controle dos sentimentos com ele tem, SE EU DAIXASSE ELE ME ENSINAR. Talvez, eu pudesse saber que alguém vai me trair e continuar amando-o, mas isto, SE EU DEIXASSE ELE ME ENSINAR. Talvez sim. Talvez! Mas eu prefiro não saber de nada. E esta é minha prerrogativa.

Por quê?... Querer ser enganado é prerrogativa minha.

Leônidas Valente

Espiritualidade de raízes

por Ricardo GondimReconsidere o que você entende por inteligência. As emoções contam, mas, conviver é preciso. Os gênios geralmente calçam galochas enormes. Sempre quis entender porque os caras mais inteligentes que conheci passavam dias com a lente do óculos suja. Deve ser horrível ver o mundo borrado por suas próprias impressões digitais.

Resignifique o que você entende por lucidez. A sobriedade conta, mas, condimentar a vida com pitadas de desvario é preciso. Os taciturnos não ousam. Eternos prudentes caminham contentes por trilhas batidas.

Repense o que você entende por espiritualidade. Ser puro conta, mas, relaxar é preciso. Os santarrões não têm jogo de cintura. O taciturno, o inflexível, o espírito caturra, é cruel.

Ressuscite o que você entende por gratidão. Continue, mas volte para beijar a mão que lhe segurou. Vá adiante com liberdade, mas sinta-se obrigado aos que amam com gratuidade.

Recupere o que você entende por amabilidade. Persiga objetivos, mas proteja o coração do rancor, vírus que enfermiça a alma. Substitua fúria por afeto, carranca por cortesia, rabugice por elegância.

Resgate o que você entende por vida. Conte os dias, mas não esqueça: a existência não se resume ao fluir do tempo. Entalhe eternidade no instante efêmero. Poetize com angústias e deleites. Construa-se com a matéria prima que restar dos encontros e desencontros.

Soli Deo Gloria

Frutos do Mar de pobre!



Porque amo a vida


Amo a vida porque as cores me fascinam, os gênios me intrigam, as poetisas me seduzem, os santos me quebrantam, os justos me desafiam, os solidários me estimulam.
Amo a vida porque os sabores me esfomeiam, os silêncios me atraem, os mistérios me intrigam, os horizontes me instigam.
Amo a vida porque as mulheres me encantam, os altruístas me humilham, os sábios me instruem, os artistas me animam.
Amo a vida porque não espero o previsível, não aceito a manipulação dos espertos e não convivo com o domínio dos poderosos. Acolho o insólito e enfrento o traumático para não fugir da realidade da dor. Se evito as atrocidades é para nunca afeiçoar-me com o mal.
Amo a vida porque sofro com angústias que não são minhas e abrigo felicidades alheias. Sou paradoxal, salto como a corça e me entoco como a lebre, rujo como o leão e danço como o colibri. Aprendi que posso orvalhar o papel com as lágrimas da poesia e encharcar a camisa com o suor dos ideais.
Amo a vida porque tento entupir o ralo por onde podem descer os poucos dias de minha vida banal. Dissimulo, não quero ver-me consumido com ódios que exigem tanta atenção. Caço as memórias para não deixá-las se esfumaçarem. Comparo-me com os amigos que envelheceram - Meu Deus, eles se desgastaram mais do que eu! Disponho-me a pagar o preço da longevidade. Não invejo o monumento ao soldado desconhecido que recebeu uma coroa de flores do imperador. Não desejo a sorte dos Camelots, John Kennedy, Che Guevara, James Dean, Lady Diana - todos morreram cedo.
Amo a vida porque engasgo com o semblante do noivo no instante em que a porta da igreja se abre para a amada. Emociono-me com o café que incensa a manhã pueril. Ouço a canção da menina desafinada como de uma soprano erudita. Leio o bilhete do presidiário como um tratado filosófico. Acolho as razões da avó como verdades absolutas.
Amo a vida porque perdi a pressa. Desisti das onipotências, abri mão da perfeição e comecei a perceber que Alguém me ama sem que precise provar nada.

Soli Deo Gloria.

abril 06, 2009

O SEGREDO NÃO CONFESSADO DE PAULO

por Caio Fabio
Espinho na carne e carne no Espinho! Que problemão! Será?

Paulo disse que teve grandes visões e revelações espirituais—foi levado ao Paraíso e ouviu o que ninguém ouve e sabe contar—, e que por causa disso foi-lhe enviado da parte de Deus um mensageiro de Satanás para que o esbofeteasse, a fim de que o apóstolo não se ensoberbecesse com a grandeza das coisas que a ele estavam sendo reveladas.

Pediu a Deus três vezes para ficar livre daquele “espinho na carne”. O Senhor, todavia, não o removeu, tendo apenas dito a Paulo “a minha Graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza”.

Que espinho era esse?

Muita gente boa já fez considerações sobre o assunto. O espinho de Paulo já foi sua conjuntivite crônica, já foi a perseguição dos judaizantes, já foi o ter que trabalhar a fim de sustentar seu ministério, já foi o estilo calamitoso e desassossegado de vida que o acometeu, já foi a sua não aceitação pela Igreja de Jerusalém, já foi muita coisa...

No início da década de setenta, nos Estados Unidos, e depois na década de oitenta, no Brasil, o espinho de Paulo ganhou outro “diagnóstico”.

Li e ouvi pessoas tentando convencer o público do contrário. No auge da Teologia da Prosperidade, com seus líderes anunciando uma era na qual a fé rehma curava tudo e que quem não ficasse curado era porque não cria, o espinho de Paulo deixou de ser associado a qualquer forma de doença ou debilidade física ou financeira.

Paulo não podia mais ficar doente e só passava privações por deliberação própria. Gostava! Virara o super-homem de Friedrich Nietzsche. Nem o próprio Nietzsche acreditaria que Paulo se tornou o super-homem dos cristãos, superior ao super-homem de Zaratustra.

O fato é que Paulo, agora, não tinha mais permissão para adoecer. Seria falta de fé. Afinal, como poderia ele curar se estava doente?

Num mundo onde o poder é do homem, somente seres absolutamente sãos podem transmitir saúde. Afinal, o dom não é da Graça, mas uma virtude desenvolvida pelo super-homem.

Assim, o espinho na carne de Paulo deixou de ser qualquer coisa anteriormente relacionada a ele, tornando-se, assim, qualquer coisa, menos uma doença física—psicológica ou afetiva, nem pensar!—, mas não foi identificado como nada objetivo. Apenas se sabia que Paulo tinha um “espinho na carne”, mas não devia ser tão “importante”, pois Deus não quis removê-lo...

Até mesmo a afirmação apostólica de que o espinho tinha finalidades terapêuticas não foi mais levada em consideração.

Paulo ensoberbecer?

Jamais!—bradam os santos mais santos que Paulo.

E, assim, vão desespinhando a Paulo por uma única razão: Para nós a Graça não basta e o poder não se aperfeiçoa na fraqueza!

Essa “graça” só basta como confeito ao bolo de nossas próprias virtudes.

Essa “nossa graça” não gera humildade e dependência ao Senhor, mas arrogância e autonomia em relação a Deus.

Esse “poder” só se aperfeiçoa como status atribuído ao sucesso das virtudes da “fé” obstinada e que chega onde quer porque assim determina.

Esse “poder” gera seres malévolos e essa “fé” pode até colocar o individuo onde ele quer, mas não o põe onde Deus deseja.

Para que se entenda o que aconteceu a Paulo não se tem que saber o que aconteceu com ele—mas em sua vida interior.

E para sabermos do que se trata, basta que olhemos para nós mesmos. Boa parte do tempo que se gasta tentando saber informações históricas sobre o “espinho histórico” de Paulo, rouba-nos o tempo da viagem para dentro de nós mesmos, onde o fenômeno se repete, ainda que exteriormente ele tenha outra cara, talvez diferente da de Paulo.

Há três princípios que precisam ser entendidos a fim de que se compreenda acerca do que o apóstolo está falando.

1. O princípio das polaridades:

À toda virtude humana—se assim pudermos definir o que não nasce em nós, mas vem de Deus—corresponde um pólo desvirtuoso. Assim, é a abundancia do pecado que faz superabundar a Graça. Ou seja: é porque a mulher da noite escura havia se dado em muitos falsos amores—na vivencia de sua própria carência—, que agora ela ouve o elogio do Senhor dizendo que ela “muito ama”. Tanto amor!

Mas e o que havia dentro dela?

Os produtos daquela mesma virtude já tinham tido cara de leviandade, promiscuidade e vagabundagem—para os expectadores, como o fariseu dono da casa.

Desse modo, sempre que se vir grandes virtudes pode-se saber que existe o equivalente polar dentro do mesmo ser.

Daí grandes “revelações” se fazerem acompanhar de “mensageiros de Satanás” a fim de equilibrar o bem em nós.

Não há em nós equilíbrio nem para se viver o bem absoluto.

Nada absoluto pode ser dado a um ser caído.

Corrompe-o.

Adoece-o.

O faz cair da Graça.

O único absoluto que não se corrompe num mundo caído é o Absoluto do amor de Deus.

Afinal, esse é o mundo caído. E nele muitas vezes é do abismo que somos catapultados aos céus mais elevados na Graça!

2. O principio da corruptibilidade de qualquer poder sem fraqueza:

Todo poder num mundo caído, corrompe—quanto mais todo-poder! Não apenas o poder político, econômico, intelectual e cultural corrompem e se tornam instrumentos de controle e soberania, mas até mesmo as virtudes do poder ético, da moral, da santidade e da própria sabedoria—quanto mais a revelação!

Por isso é que todos os homens que manifestaram o poder de Deus na Bíblia tiveram que viver em fraqueza.

Poder de Deus sem fraqueza gera o diabo no ser. Transforma o “Querubim da Guarda” no “Acusador dos Irmãos”.

Para o bem da própria alma o ser tem que conhecer, sem poder realizar tudo o conhece; saber, sem atingir tudo o que discerniu; alcançar, sem poder dizer que chegou lá sozinho.

É assim que tem que ser num mundo caído!

3. O princípio da Graça só opera como Graça produtiva na fraqueza:

Sem que a Graça se manifesta na fraqueza, não é e nem há Graça. Pois, nesse caso, a virtude humana e a gloria, é de quem pensa que conseguiu por conta própria.

Para que a Graça cresça em nós nunca pode haver dúvida acerca de pelo menos duas coisas: a primeira é que “não vem de nós”; e segunda é que “não vem de nós para que ninguém se glorie”.

Então alguém pergunta: Por que?

Ora, digo eu: é que eu sou como eu sou e você é como você é!

Você poderia se imaginar como um ser todo-poderoso e, ainda assim, essencialmente bom?

Logo que algumas pequenas conquistas aparecem no horizonte mais banal—não importa se promoções ou se revelações—e o individuo já começa a mudar.

Chega ao ponto em que a pessoa já fala de si mesma como se fosse uma “terceira pessoa”, um ente diferenciado dele—como se eu só me referisse aos meus gostos como “o pastor Caio gosta disso”—e que passa a ser tratado como o santo do próprio “santo”.

É quando eu sou o santo de mim mesmo!

Poder nas mãos do homem tem que se fazer exercer com espinho na carne.

E Graça na vida humana tem que ser experimentada em fraqueza.

Do contrário, o ser se converte em diabo.

Assim, aprende-se que é melhor ter revelações e ainda assim ter que se conviver com o mensageiro de Satanás que nos esbofeteia, que ter apenas cogitação de poder humano e de sabedoria humana, sem qualquer espinho na carne!

E pior: sem também ter a satisfação de ouvir Jesus dizer: “A minha Graça te basta, pois o poder se aperfeiçoa na fraqueza”. Não se tem que achar o espinho, ele nos acha!

Não se tem que procurar a fraqueza, ela existe em nós!

Não se tem nem que falar no assunto, ele tem voz própria!

O segredo é aceitar o fato e não deixar de buscar conhecer todos os andares dos céus dos céus, sabendo que não é a minha virtude que me leva tão alto, mas a Graça que usou a minha fraqueza para revelar tanto, a quem antes de tudo já sabe que não tem do que se gloriar.

O espinho na carne de Paulo interessa muito pouco saber qual era. Interessa mesmo é saber que ele tinha que estar lá.

Caio

Escrito em 6/8/03

Frases que li e gostei... (1)


"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas."
Antoine de Saint-Exupéry, em seu livro mais famoso - O pequeno Príncipe


Primeiro POST da série FRASES QUE LI E GOSTEI...

abril 03, 2009

Só quando me convém


Clique na imagem para ampliar

Fonte: Um Sábado Qualquer...

Eu sou insubmisso? Ou faltam lideres?

por Thiago Ferreira


Há algumas semanas atrás uma amiga me fez o seguinte questionamento; Qual é a sua dificuldade em se ater (ater no sentido de ser um homem de “ministérios”) a uma ”igreja” (aqui no sentido de denominação)? Você já pensou que é insubmisso?

No momento do questionamento , parei, pensei e respondi; nunca meditei sobre isso. Fui para minha casa e pensei sobre o assunto (não quis correr o risco de banalizar tal resposta podendo ser partidário), e cheguei à seguinte conclusão; o que falta de verdade é alguém que seja referência e seja próximo o suficiente para me liderar, a conclusão é dura mais é real. Temos hoje na liderança das denominações pessoas do bem, gente boa é claro, mais na sua grande maioria o pessoal não tem essência de líder.

Líder motiva, capacita, como disse Luther King ele não busca consenso, e sim o molda. Como qualquer evangélico, freqüento denominações, convivo com a galera, tenho grandes amigos, mais não sou ativo como crente, não tenho motivação em cumprir aquela tabela maluca de campanhas, propósitos e coisas do gênero, creio na cruz e no sacrifício, e de maneira nenhuma quero que você imagine que eu não dou valor ao esforço daquelas pessoas, não é isso. Acredito que parte dos mesmos tem um sacrifício bem motivado, ou seja, tem princípios, mais em sua grande maioria seguem somente o cronograma.

Faltam lideres que se importe com o aquecimento global, que levantem discussões sobre o aborto, na busca por um consenso entre a cristandade, lideres que pensem na luta das famílias que perderam seus entes queridos na ditadura, para que se abram os arquivos tristes e sangrentos do nosso passado político.

Enquanto o mercado “gospel” produz liberes sem substância, eu sigo desmotivado, sigo carente de um líder que me recrute pelo evangelho que luta pela sã religião, que segundo Tiago é cuidar dos órfãos e das viúvas em suas aflições. Agora uma coisa é certa em quanto ninguém me motiva... Sigo como “O insubmisso”.

A droga é idolatria

por Thiago Ferreira



O dicionário Aurélio define idolatria como; culto prestado a ídolos. 2- amor, paixão exagerada. A idolatria é tudo que substitui Deus. A droga é definida como; sustância entorpecente, alucinógena.

A droga é idolatria! A droga é idolatria, pois substitui Deus, ela traz uma sensação momentânea de satisfação e alucinação que faz com que a dor sentida seja “curada“, não pela a mão dos médicos dos médicos o autor da vida mais sim, pela nossa falta de fé, que faz no nosso momento de desespero buscar refugio pelo caminho mais fácil. Isso ocorre por que quando se senti dor se age meramente por impulso, basta um impulso para uma reação, pois quando sentimos dor deixamos de ser racionais e agimos mais pela emoção.

Olhando por este lado existem pessoas buscando e o caminho mais fácil, em outros tipos de droga que não é a droga substância mais sim a droga comportamento. Existem coisas, atitudes, comportamentos, que são como ópio, maconha, cocaína, pura fuga, idolatria. Podemos dizer que ir a igreja ou a qualquer religião sem buscar mudanças consideráveis, curas reais, a cruz de Cristo, é droga, e idolatria. Sim! Afirmo isso de forma categórica, com Cristo existe uma cruz, e quando se foge da cruz, se acha o caminho mais fácil, que o da religião pela própria religião que gera drogados de doutrinas e leis, drogados da moral, que busca na religião a cura para a falta de amor. Existe outro tipo de drogado, que é drogado de sexo! Sim! Um drogado que busca o sexo pelo prazer, não pelo amor. Este tipo de droga é perigoso, pois ela aumenta o vazio existencial, e faz com que o viciado aumente as doses, até que em determinado tempo tudo perde o sentido e se torna totalmente banal. Existe a droga dos fariseus o “fermento“, conhecida como droga da dissimulação que também é idolatria! Sim! Pois ela exalta a um deus chamado umbigo, e faz com que o drogado dessa vez esconda a verdade pois ele sempre é o melhor, ele sofre da síndrome de lúcifer que é o narcisismo, vaidade exagerada. Existe uma droga chamada língua! Este tipo de drogado, geralmente usa a droga dos fariseus, pois quando fala de alguém, quando julga alguém, fala dele mesmo, só que se esconde no erro do outro, pois quando expõem alguém, ele tira a atenção de se mesmo. Esta afirmação é clara pois, todas as coisas que o incomoda no outro, na verdade não incomodaria se não estivesse em mim mesmo, pois como aquilo que esta no outro pode me incomodar?

O grande problema é que o drogado vê na droga o caminho mais fácil, e quando é estimulado por algum sentimento que lhe traz dor e lhe confronta, logo age por impulso e acaba por busca seu “deus” para apagar aquela dor, digo seu “deus”, pois e nele que há o “refugio” o “refrigério” nem que seja por algumas horas, para a alma cansada ou dissimulada, pois nem todo mundo foge por fatos e acontecimentos, tem alguns que fogem só por não querem se enfrentar. Logo a droga, seja substancia ou comportamento entorpece, alucina pois tira da realidade e joga o drogado em um mundo paralelo distante de sua própria realidade.

A idolatria leva o homem para distante de Deus, e conseqüentemente para longe de sua própria realidade pois o homem foi criado a imagem e semelhança de Deus e isso não digo com relação a carne mais sim a alma, sentimentos. Deus é um Deus que senti que ama que se relaciona com seus filhos e consigo mesmo, digo isso, pois Deus sabe exatamente quem Ele È. Então desta forma idolatria leva o homem para distante de Deus e conseqüentemente para longe dele mesmo.

Para terminar lembro que cada droga causa um dano, e que cada dano traz uma conseqüência, e que a fugas só faz com que você perca tempo, e o que era uma pequena ferida se torna em uma grande chaga, e vai doer mais e mais, ate o ponto em que você ou desiste da vida , ou das drogas.